Que em São Paulo a bicicleta é mais rápida que o carro, todos estamos cansado de saber, tanto que neste ano no Desafio Intermodal foi inserido o modal patinete para poder competir com o carro.

As dúvidas antes de ser dada a largada eram: quem chegará primeiro o patinete ou o carro? Será que a bicicleta consegue percorrer um trajeto mais rápido que um helicóptero?

O IV Desafio Intermodal realizado ontem, tem o objetivo de mostrar que há infinitas alternativas ao transporte motorizado particular e também avaliar o desempenho do transporte público ano a ano.

As regras:
O tempo computado é o do deslocamento completo da pessoa e não do modal. Portanto, é levado em conta o tempo que a pessoa leva até o modal e o tempo que ele perde para estacionar o veículo. Como o ciclista desmontado se equipara a um pedestre, o único veículo que não será necessário estacionar é a bicicleta. No deslocamento são respeitadas todas as regras de trânsito. O pedestre tem que atravessar na faixa, a não ser que ela esteja a mais de 50 metros. Nesse caso, ele pode atravessar no local que considerar mais seguro.

Quer saber quem ganhou? Veja a ótima reportagem da Renata Falzoni para o programa Planeta EXPN:

Se não conseguir visualizar, clique aqui!

Para saber todos os tempos:

Fonte: Ciclobr

Os administradores públicos deveriam aproveitar os resultados desta pesquisa e investir menos nos transportes particulares e mais para os transporte públicos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.