Olá amigos,

Olha nós aqui com mais uma edição da Newsletter Kampa. Desta vez vamos falar um pouco sobre acampamentos em rede de dormir.
A maior preocupação de quem monta uma barraca, é encontrar um local plano, sem pedras e galhos, que não empoce água, tarefa essa nem sempre muito fácil em acampamentos selvagens. E se pensarmos em acampamentos com mínimo impacto à natureza, complica ainda mais um pouco, pois às vezes, somos obrigados à “preparar o terreno”, para acomodarmos a barraca.
Justamente, uma das coisas que me deixa mais feliz, quando eu acampo com redes, é olhar o local onde dormimos e não distinguir onde armamos o acampamento! A sensação de ter passado quase despercebido o pernoite no local, deixando do mesmo jeito que encontramos! Daí começa o sentimento de preservação da natureza.

E como fazer essa proeza? Vamos começar é já!
Primeiro você precisa encontrar árvores de certo porte (com no mínimo uns 20 cm de diâmetro), que agüente você e seus colegas, tenha raízes profundas (nunca um palmito ou mamoeiro, que tem raízes superficiais) e distantes de uns 3,5 a 4 metros uma da outra, sem nenhuma outra no meio do caminho. Árvores que se dividem em 2, ou árvores paralelas também são ideais, que você consegue montar uma rede pra um lado e outra pro outro. Se não existir árvores grandes, pode-se também escorá-las com cordas, para que elas não caiam e assim, toda a nossa alegria do mínimo impacto vai pro brejo!
O ideal é montar 3 redes, como um “triliche”, pois além de não sobrecarregar tanto a árvore, o toldo plástico (de 4x3m ou maior) vai te proteger bem da chuva. As distâncias entre as redes não deve ser menor que 0,5 metros, para que você não durma dentro da rede do seu vizinho de baixo! Observe que redes diferentes cedem também de diferentes maneiras! E comece sempre montando as redes de baixo e usando elas de degrau, para montar as superiores, até o toldo. Se estiver chovendo, comece pelo toldo e depois monte as redes no seco.
Outra dica, que desenvolvemos depois de muito tomar chuva, é usar um mosquetão entre o olhal e a corda, que faz com que a água da chuva que escorre pelo tronco, pingue do mosquetão e não escorra pra sua rede.

Fator importantíssimo pra você dormir bem, é colocar o toldo bem montado. Eu recomendo aqueles plásticos de loja de construção (de preferência o transparente, que dá pra ver as estrelas de noite e fica mais iluminado de tarde, vêm em rolos com 4 metros de largura e não custa caro) com 5×4. Fica um pouco grande pra carregar, mas é garantia de dormir seco, não importa a chuva! 3×4 tb funciona e é quase metade do tamanho. Passe um cabinho (geralmente de nylon de 3 mm, que dá pra reaproveitar) esticado por cima da última rede, para fazer a cumeeira e estique as pontas para baixo. Não precisa ser tão colado nas redes, pra não ficar encostando no plástico. O ideal é envolver as árvores das redes com o toldo, pra evitar que a água escorra pelo tronco para as redes, quando chove.
Mais uma dica é pendurar as suas coisas na rede, pois à noite dá uma preguiça danada de levantar da rede pra pegar algo. E faça xixi antes também, se não corre o risco de molhar os vizinhos de baixo!
E boa noite, ouvindo a chuva cair, sonhando quentinho e macio no seu saco de dormir, com aquele cheirinho de mata molhada…
No próximo número vamos falar da melhor posição de se dormir em uma rede e como não passar frio na mesma. Abraços e até a próxima…

Christian Fuchs

One Reply to “Acampamento em Rede de dormir”

  • Quando eu uso uma lona de plástico de construção, eu coloco uma bolinha de vidro em cada ponta, enrolo com uma cordinha e amarro. A bolinha evita que o plástico se rompa, pois ele fica muito mais resistente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *