Como Fazer Seu Próprio Alforje

Você que pretende fazer uma cicloviagem com certeza irá precisar de um alforje, e se ele for impermeável melhor ainda. Vimos algumas fotos de um alforje feito de balde de margarina e ficamos curiosos para saber se esse treco funcionava e como seria o “faça você mesmo”. Descobrimos que a Malu Bruder, integrante do lindo e inspirador projeto Balanceando, esta viajando desde Set/14 com um alforje deste tipo e ela nos garantiu que além de impermeável é feito com material reciclado. Pedimos à ela para escrever um pouco sobre esta genialidade e ela nos atendeu prontamente.

Com vocês Malu e seu alforje “All Happy Day”:

Antes de sair para minha atual viagem de bicicleta comecei a pesquisar sobre alforjes, estava começando uma viagem longa e os dois alforjes de nylon que eu já tinha não seriam suficientes para acomodar todo o equipamento necessário. Queria que os alforjes fossem impermeáveis porque nas minhas cicloviagens anteriores não achei nada prático manter tudo em sacolas plasticas e em caso de chuva forte sempre acabava umedecendo alguma coisa.

11182192_1582494568691372_6467211939034289198_n

Pesquisando vi que o modelo mais recomendado era um alforje alemão que a maioria das pessoas dizia ser durável e impermeável, mas antes de compra-lo pensei junto com a minha prima, que esta viajando comigo, em tentar construir um alforje com materiais recicláveis. Foi ai que eu encontrei na internet diversos modelos feitos com recipientes plásticos quadrados ou retangulares com tampas.

Procuramos esses recipientes em restaurantes e lanchonetes e conseguimos uns de maionese e de gengibre, também conseguimos uma caixa retangular de sabão em pó. No Brasil é muito fácil encontrar caixa de margarina com tamanho ideal (15 kg) e tampa. Com a ajuda de alguns tutoriais na internet tivemos Continue lendo “Como Fazer Seu Próprio Alforje”

A Kampa Pelo Mundo

O sonho de muitas pessoas é viajar o mundo todo, a Kampa tem o mesmo sonho e está conseguindo realizar, seus produtos já conheceram boa parte do mundo e continuaram conhecendo graças a vocês.

Abaixo está um mapa marcando a maioria dos lugares em que a Kampa já pisou, confira:

Gostou? Ajude-nos a completar mais este mapa, mande uma foto sua, através do e-mail sac@kampa.com.br, falando onde ela foi tirada para deixarmos ele mais completo ainda.

Clique aqui para visualizar o mapa maior.

 

Como Guardar a Rede de Dormir Joy

Atendendo aos pedidos, nós fizemos mais um vídeo institucional, desta vez sobre como guarda a rede de dormir Joy, confira abaixo:

Então, gostou? Após ver este vídeo você já deve saber como guardar a sua rede Joy, agora é só por a mão na massa. Garantimos que quanto mais você praticar mais fácil e rápido será, independente das formas.

Como Guardar a Rede Adventure

Após muitos pedidos fizemos um vídeo mostrando como guardar a rede de dormir Adventure. Você que achava complicado colocar sua rede de volta no compartimento, depois deste tutorial vai comprovar  que é muito simples realizar esta tarefa.

Confira abaixo o vídeo

Fique ligado, pois em breve postaremos mais vídeos a respeito de como guardar nossos produtos!

Porque Produzir e Comprar Localmente

Todos sabemos que a maioria dos produtos industrializados que consumimos vem do outro lado do mundo. Desde itens baratos até itens de luxo: Eletrônicos, roupas, máquinas, equipamentos de camping, etc…
Por que não fabricamos e consumimos produtos feitos aqui mesmo no Brasil? Para responder esta pergunta escrevemos algumas divagações:

Desde os tempos da colonização acostumamos a valorizar o que vem de fora em detrimento ao produzido aqui.  Como disse Luís Câmara Cascudo no Livro Rede de Dormir  Uma pesquisa Etnográfica:
“Sempre esperamos valorização do “nacional” pela opinião estrangeira…Se houver concordância é que estamos certo. no contrário, é tempo de “corrigirmos” a usança, evitando o atraso, a retrogradação… Nossos padrões são da “gente de fora”, embaixadores das terras sábias e dos povos cultos

 

Fonte: http://bit.ly/1NOVBcf
Caramuru-guaçu, 1958 Ernesto F. Scheffel


Devido a este histórico desenvolvemos o péssimo habito de acreditar que tudo que é importado é melhor do que é produzido em terras tupiniquins, inclusive já presenciamos diversas expressões de espanto ao informar que os produtos da Kampa são feitos no Brasil, pois achavam que era importado, devido a qualidade dos mesmos.

As grandes corporações, na maioria das vezes tem o foco voltado para a obtenção cada vez maior de lucro para assim satisfazer os executivos e acionistas.

Resumidamente, o raciocínio é bem simples: Se é o custo de importar é menor do que o de produzir localmente, que venha os containers do outro lado do mundo. Muitas vezes estas importações são realizadas sem saber as origens das matérias primas nem as condições de trabalho dos operários, conforme mostra este reality que enviou blogueiras de moda para trabalhar em fábricas no Camboja.

ciclo_comercioExistem muitas vantagens de se adquirir produtos produzidos no Brasil feitos com matéria prima nacional. Alguns exemplos: Gerar emprego e renda local, aumento a capacidade de compra dos trabalhadores e fortalecimento econômico da comunidade premiando o pequeno empreendedor, reduzir a emissão de carbono, ao diminuir a necessidade de transportar produtos por grandes distâncias, etc..

Por conta destes fatores que habitam nossa crença, desde a fundação da Kampa em 2002 produzimos todos os equipamentos no Brasil, usando apenas matéria prima nacional.
Acreditamos que através desta iniciativa estamos colaborando para um país melhor e mais justo.

Arquitetura Sustentável: Bioconstrução

Você já ouviu falar em bioconstrução? Não? Então ai vai!
A bioconstrução consiste em construir ambientes sustentáveis por meio do uso de materiais de baixo impacto ambiental, adequação da arquitetura ao clima local e tratamento de resíduos.

download (1)

 Em busca de técnicas sustentáveis de construção encontramos a apostila “Curso de Bioconstrução” desenvolvida pelo PROECOTUR tem por finalidade ensinar técnicas de construções eficientes com grande economia de recursos e pequeno impacto ambiental. Abaixo esta um exemplo da utilização de umas das técnicas que a apostila ensina.download (2)Além de ensinar técnicas de construção ela ensina como perfurar poços, fazer fossas e etc, mas ai você deve estar pensando. “Ah, mas fossa é algo ultrapassado”, sim de fato é uma ideia antiga mas que possui grande valor sustentável nos dias de hoje, a apostila possui muitas ideias simples arquitetadas por povos antigos, mas são realmente úteis para reduzir o impacto ambiental com um baixo custo.

Gostou? Você pode baixar esta apostila em pdf  clicando aqui.

 

Resultado da Promoção FAQ Kampa

Bom pessoal, segue o resultado aqui da promoção FAQ Kampa, agradecemos a todos pela participação. A vencedora foi a Paula Carvalho, ela estará recebendo uma rede Joy Kampa na sua casa sem nem um custo.

Ganhador Promo FAQ Kampa

Em breve estaremos publicando um artigo sobre as perguntas frequentes, com objetivo de ajuda-lo a sanar as dúvidas a respeito de nossos equipamentos e responderemos individualmente cada pergunta que nós recebemos.

Obrigado novamente a todos pela participação.

Promoção FAQ Kampa

Todos nós temos dúvidas sobre alguma coisa, sabendo disso gostaríamos de saber quais são suas dúvidas a respeito de nossos equipamentos e empresa.
Iremos montar um post com as Perguntas Frequentes  e vamos sortear uma Rede Kampa Joy entre as pessoas que nos enviar suas perguntas.

Como Participar?
Basta nos enviar uma ou mais perguntas sobre nossos equipamentos ou sobre nossa empresa pelo e-mail sac@kampa.com.br . Se preferir pode deixar sua pergunta ai nos comentários deste post, mas não esqueça de deixar também seu e-mail para contato. O método de escolha do ganhador será via sorteio.

Então esta esperando o que? Envie-nos sua pergunta até dia 20/02/2015 para participar!

FlyerRedeJoy

 

 

 

Nos Bastidores de Uma Picada

Você já parou para pensar o que acontece quando o pernilongo pica alguém, além de deixar uma irritação na pele?

As imagens impressionantes deste vídeo mostram a ação de um pernilongo no momento em que ele pica, só que de um angulo diferente, a câmera foi instalada por baixo da pele de um rato e foi possível observar que o ferrão do pernilongo é flexível, facilitando o acesso do mesmo ao vaso sanguíneo.

A principio o seu ferrão parece único mas é dividido em duas partes, uma é responsável por sugar o sangue e a outra é para injetar uma enzima anticoagulante, que é a causadora da irritação na pele que tanto nos incomoda. Uma curiosidade é que somente a fêmea pica, já o macho alimenta-se do suco das plantas.

Nesse outro vídeo mostra a fêmea picando uma pessoa, é possível notar o quanto seu abdomem se dilata conforme ela vai sugando. Em média cada uma consome entre 1,5 e 4,2 mm³ de sangue, mas fique tranquilo pois uma pessoa tem por volta  tem 6 litros de sangue que equivalem  6.000.000 mm³, então seriam necessários três milhões de mosquitos sugando uma mesma pessoa ao mesmo tempo para acabar com todo o seu sangue.

 

 

Balanço das Redes de Dormir Melhora a Qualidade de Sono

Todos sabemos que não existe nada melhor que deitar em uma rede no final de tarde e relaxar balançando suavemente sobre ela, mas você sabia que esse movimento de vai e vem da rede melhora a sua qualidade de sono?

Divulgação Kampa
Divulgação Kampa

Segundo cientistas suíços e franceses este movimento suave do “vai e vem”  ajuda não só na qualidade de sono mas também a dormir com mais facilidade. O estudo ocorreu com 12 voluntários do sexo masculino, eles tiveram que tentar tirar um cochilo em camas e depois em redes, enquanto todos seus movimentos oculares e cerebrais eram monitorados.

As mulheres foram excluídas da pesquisa por conta de seu ciclo menstrual poder alterar os resultados eletroencefalograma, segundo os cientistas.

Já todos os homens e foi notavelmente observado que o tempo em que demoraram para cair no sono na rede foi muito mais rápido que na cama fixa, além de o sono ser muito mais profundo. Tanto na cama quanto na rede foi estipulado um tempo de 45 minutos para os participantes tirarem seus cochilos.

Segundo o cientista Michel Muhlethaler, da Universidade de Genebra: “Observamos uma transição ao sono mais rápida em cada um dos indivíduos que estavam no modo ‘rede’, um resultado que sustenta a noção intuitiva de que o sono é facilitando quando associado a este procedimento de vai e vem”

A cama de balanço também teve um efeito prolongado na atividade cerebral, aumentando as oscilações mentais e a irrupção da atividade conhecida como eixos de sono. Estes efeitos são consistentes com uma atividade neuronal mais sincronizada, característica do sono mais profundo. A pesquisa foi pulicada na Current Biology.

Foto: Cunha
Divulgação Kampa

Fonte: ABC Science